Ahead of Print - 9 Artigo(s)

RESPOSTAS AGUDAS DE VARIÁVEIS CARDIOVASCULARES EM PACIENTES HIPERTENSOS SUBMETIDOS A UM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS TERAPÊUTICOS.

Danielle da Silva Pinto Henriques; Rodrigo da Silva Fernandes; Leandro Alberto Calazans Nogueira

Resumo

Objetivo: Avaliar os efeitos pós tratamento e os benefícios da participação de pacientes hipertensos num programa supervisionado de exercícios terapêuticos. Método: Os pacientes foram submetidos a uma avaliação cinético-funcional; medições de peso e altura; análise da freqüência cardíaca de repouso (FCr) e aferição da pressão arterial (PA). A intensidade de treinamento era feita através do cálculo da freqüência cardíaca de treinamento (FCT), estabelecida entre 60% e 75% da freqüência cardíaca de reserva (FCR), e o valor de VO2 indireto demarcado através do freqüencímetro de pulso. Resultados: Houve redução dos valores de Freqüência cardíaca de Repouso, Pressão arterial sistólica e Pressão sistólica máxima com significante aumento de VO2 indireto após o período de intervenção. Conclusões: O programa terapêutico supervisionado obteve índices significativos quanto a mudança aguda das variáveis cardiovasculares.


Palavras-chave: Hipertensão; Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial; Frequência Cardíaca; Problemas e Exercícios; Serviço Hospitalar de Fisioterapia

NÓ VERDADEIRO DE CORDÃO UMBILICAL EM PARTO VAGINAL: RELATO DE CASO.

Fabiana ottoni batista; Priscilla Strucchi; Bernardo de Paula Acar; Lays Stefanie Silva Abreu; Vanessa Vaz de Mello Larivoir; Plínio Santos Ramos

Resumo

O entrelaçamento de cordão umbilical é uma condição rara, porém está relacionado a elevada morbidade e mortalidade fetal. Há poucas evidências na literatura que versam sobre o tema. Neste artigo, descrevemos um caso de nó de cordão umbilical e os aspectos relacionados em parto vaginal por meio de uma breve revisão de literatura.


Palavras-chave: Obstetrícia; Cordão Umbilical; Recém-Nascido

Avaliação da Microdureza Knoop de Cimentos Resinosos Fotoativados por Diferentes Modulações

Laura Firmo de Carvalho; Gabriela do Nascimento Sundqvist; Diogo de Azevedo Miranda

Resumo

INTRODUÇÃO: Com a inovação de técnicas e evolução dos materiais odontológicos, a indicação clínica das cerâmicas de baixa espessura pode ser feita com maior previsibilidade e confiança. Atualmente, cerâmicas de alta resistência tem sido confeccionadas com espessuras entre 0,3 e 0,5 mm, que são chamados de laminados cerâmicos ou lentes de contatos dentais.OBJETIVO: Avaliar a microdureza knoop da superfície de topo de dois cimentos resinosos: NX3 Light Cure(Kerr) e RelyX Veneer (3M ESPE), utilizados para a cimentação de lentes de contato, polimerizados por dois diferentes métodos de fotoativação.(High e soft)MÉTODO: Foi confeccionado um disco (0,3mm de espessura e 8 mm de diâmetro) de cerâmica IPS Empress e-max na cor B1. Sobre uma placa de vidro, foi colocada uma tira de poliéster e, em seguida, foi posicionada uma matriz cilíndrica de teflon com 6mm de diâmetro e 1mm de espessura, obtendo 40 corpos de prova (n=10). RESULTADOS: Independente do modo de fotoativação testado, o cimento Relyx Venner apresentou valores de microdureza significativamente maiores em relação ao cimento NX3. Outro resultado apresentado é que independente do cimento resinoso testado, o modo de fotoativação High obteve valores maiores em relação ao modo Soft. Em todas as análises foi considerado o nível de significância de 5%.CONCLUSÃO: Independente do modo de fotoativação testado, o cimento RelyX Venner apresentou valores de microdureza significativamente maiores em relação ao cimento NX3. Além disso, independente do cimento resinoso testado, o modo de fotoativação High obteve valores de microdureza maiores em relação ao modo Soft-Start.


Palavras-chave: Cimentos de Resina; Testes de Dureza; Cerâmica

Avaliação da capacidade funcional pós Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Zaqueline Fernandes Guerra; Carla de Morais Eduardo; Pérsio Ramiro Moreira Vieira Júnior; Priscilla Alvim Soares

Resumo

Fundamentação: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é um dano neurovascular que pode causar deficiências e limitações de tarefas, resultando em dependência funcional com impacto negativo na qualidade de vida. A capacidade funcional pode ser avaliada através de várias escalas e questionários, como a Escala de Katz, originalmente destinada a avaliar a capacidade funcional em idosos. Objetivo: Identificar a capacidade funcional de indivíduos pós AVC em estágio inicial de um protocolo de tratamento fisioterapêutico. Métodos: Trata-se de estudo descritivo e transversal, com amostra de conveniência de indivíduos com o diagnóstico clínico de AVC e no início de um protocolo de intervenção fisioterapêutica. Foram excluídos indivíduos com deficiências cognitivas graves. Os itens da Escala de Katz foram investigados juntamente com os voluntários e/ou seus acompanhantes. Resultados: Foram avaliados 14 voluntário, sendo 78,57% deles do sexo masculino. A média de idade entre os participantes foi de 59,8 ± 12,2 anos. A média do escore da Escala de Katz foi de 0,93 ± 1,49, com Índice de Confiança 95% (IC95%) de 0,06 a 1,80, sendo o erro padrão de 0,40. As áreas de funcionalidade com maior dependência na amostra foram o vestir-se e a continência urinária, seguida das transferências e uso do sanitário. Conclusão: A Escala de Katz pode ser sugerida com instrumento de avaliação da capacidade funcional de indivíduos pós- AVC, sendo necessários, no entanto, outros instrumentos para se medir a magnitude das deficiências que possam causar as limitações de tarefas apontadas pela escala.


Palavras-chave: Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde; Acidente Vascular Cerebral; Fisioterapia

Avaliação da microdureza Knoop nas superfícies de base e topo de resinas BulkFill

Diogo de Azevedo Miranda; Lair Felipe Faria Frederico; João Marcos Barros Valente; João Marcos Barros Valente; Tarcísio dos Santos José

Resumo

Introdução: Anteriormente acreditava-se que incrementos de até 2mm de espessura eram ideais para serem inseridos em cavidades sem que pudessem causar alterações nas propriedades físico-mecânicas do material. Na controversa desses resultados, surgiram no mercado as resinas "BULK FILL" que, segundo os fabricantes, podem ser inseridas em incrementos únicos de até 5mm. Objetivos:avaliar a microdureza Knopp das superfícies de base e topo de duas resinas bulkfill, após a fotoativação com o aparelho Radii-Cal (SDI). Métodos: Foram confeccionados 20 corpos de prova (n=10) de acordo com a marca de cada resina. Depois de inseridos em matriz e fotoativados, foram removidos e armazenados secos em recipientes escuros, mantidos em temperatura ambiente e, em seguida, realizado o teste de microdureza. Cinco endentações em cada superfície de topo e cinco em cada superfície de base foram realizadas em cada a mostra: uma central e as outras quatro na distância de, aproximadamente,200µm da localização central, sob carga de 0,5kg por 10 segundos Resultados:Houve interação e diferença estatística entre as variáveis (superfícies testadas -topo e base e resinas compostas) (p=0,02). Pelos resultados encontrados, nota-se que, independente da superfície testada (superfície de topo ou de base), a resina Filtek TM Bulk Fill (3M, USA) apresentou valores de microdureza significativamente maiores em relação a resina Sonic Fill (Kerr, USA). Outro resultado apresentado nesta tabela é que independente da resina composta testado, a superfície de topo obteve valores de microdureza estatisticamente superiores aos valores encontrados na superfície de base. Conclusão: O resina Filtek Bulk Fill (3M, USA) apresentou melhores resultados de microdureza,independente da superfície avaliada, em relação a resina Sonic Fill (Kerr, USA). Eque a efetividade da polimerização na base apresentou menores resultados que os encontrados no topo independente da amostra.


Palavras-chave: Resinas Compostas; Polimerização; Testes Laboratoriais

Nível de satisfação de parturientes assistidas por equipe de fisioterapia

Nathalia de Souza Abreu Freire; Débora Rodrigues; Giulia Albuquerque; Mayara Lopes; Patricia Cardoso Clemente

Resumo

FUNDAMENTAÇÃO: A assistência fisioterapêutica durante o trabalho de parto pode reduzir o quadro álgico e o tempo de força expulsiva, além de favorecer o relaxamento. OBJETIVO: Identificar o nível de satisfação das parturientes assistidas por equipe de fisioterapia. MÉTODOS: Ensaio clínico de braço único, prospectivo e transversal. Participaram 20 parturientes alfabetizadas, idade superior a 18 anos, na fase ativa de trabalho de parto. Os procedimentos de pesquisa incluíram abordagem inicial com avaliação da sensação dolorosa, assistência fisioterapêutica e avaliação da assistência recebida por meio de instrumento próprio. RESULTADOS: O perfil sociodemográfico apontou média de idade 24 ± 6 anos, reduzida escolaridade e renda familiar. A média de respostas "concordo" foi de 4 ± 3% (variando de 0 a 10%) e 96 ± 3% (variando de 90 a 100%) para "concordo totalmente". CONCLUSÃO: A assistência fisioterapêutica foi considerada satisfatória pelas parturientes atendidas.


Palavras-chave: Modalidades de Fisioterapia; Trabalho de Parto; Parto Normal; Dor do Parto; Parto Humanizado

Exercícios de controle motor e estabilização central para redução da dor e melhora da qualidade de vida de gestantes: ensaio clínico randomizado

Nathalia de Souza Abreu Freire; Hellen Dayane de Carvalho; Douglas Rosa da Silva; Lucas Silva Franco de Oliveira; Elen Soares Marques; Patrícia Cardoso Clemente

Resumo

JUSTIFICATIVA: As algias comuns na gestação tendem a piorar com o avançar da gravidez, influenciando negativamente a qualidade de vida. Exercícios fisioterapêuticos podem melhorar o alinhamento da coluna vertebral, promover adaptações biomecânicas mais eficientes e prevenir ou controlar as dores. OBJETIVOS: Verificar o efeito dos exercícios de controle motor e estabilização central nas algias posturais e qualidade de vida de gestantes. MÉTODOS: Gestantes foram randomizadas em grupo tratamento e grupo controle. As do grupo tratamento foram submetidas a, no mínimo, 8 sessões de exercícios de controle motor e estabilização central individualizados. Ambos os grupos foram avaliados em dois momentos distintos através dos instumentos, escala visual numérica e Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey. Adotou-se p ≤ 0,05. RESULTADOS: A coluna lombar foi o local de maior prevalência de dor, e "em queimação" o tipo mais relatado. A intensidade da dor reduziu-se no grupo tratamento e aumentou no controle, com diferença significativa entre os grupos (p=0,000005192). No que se refere à qualidade de vida, houve tendência de aumento significativo em todos os domínios no grupo tratamento e redução no grupo controle, exceto para o domínio saúde mental que não apresentou diferença significativa entre os grupos (p=0,15808). CONCLUSÃO: Os exercícios individualizados propostos foram eficazes na redução da dor e na melhora da qualidade de vida das gestantes.


Palavras-chave: Gestantes; Modalidades de Fisioterapia; Dor Lombar; Qualidade de Vida; Saúde da Mulher

ANÁLISE DA RESISTÊNCIA ANTIMICROBIANA POR METALO BETA-LACTAMASE EM PSEUDOMONAS AERUGINOSA NAS UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Daniela Marini de Andrade; Thauana Sampaio Coelho Souza; Ana Paula Ferreira; Patricia Guedes Garcia

Resumo

Objetivo. Verificar por meio de uma revisão sistemática os casos que relatam na literatura isolamentos de linhagens de Pseudomonas aeruginosa em Unidades de Terapia Intensiva que apresentam resistência aos carbapenêmicos. Método. Foram analisados os mais relevantes estudos publicados originalmente na língua inglesa, entre os anos de 2012 e 2017, tendo como referência as bases de dados MEDLINE (National Library of Medicine). Contemplamos na presente revisão, estudos observacionais e a estratégia de busca utilizou as seguintes combinações de palavras-chave e suas variações no MeSH: "beta-lactamase"; pseudomonas; "Intensive Care Units". Resultados. Fizeram parte do escopo desta revisão sete trabalhos, que preencheram os critérios de seleção. Os estudos analisados envolveram mais de 1.000 linhagens de Pseudomonas aeruginosa que apresentam resistência aos carbapenêmicos, em unidades de terapia intensiva, os espécimes diagnósticos foram variados e a resistência aos carbapenêmicos foi detectada por disco-difusão. Conclusão. Esta revisão ratifica a crescente resistência bacteriana contra inúmeros antibióticos, destacando nesse trabalho as linhagens de Pseudomonas aeruginosa que apresentam resistência aos carbapenêmicos devido a produção de metalo beta-lactamase.


Palavras-chave: Carbapenêmicos; Pseudomonas aeruginosa; Unidades de Terapia Intensiva

PRINCIPAIS INFECÇÕES CAUSADAS PELO USO DE CATETER UMBILICAL EM NEONATOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Fernanda Annita Gomes Wriedt; Jenifer Queiros Vassallo; Patricia Guedes Garcia

Resumo

Objetivo: avaliar por meio de uma revisão sistematizada as principais infecções causadas pelo uso de cateter umbilical em neonatos. Método: foram analisados os mais relevantes estudos publicados originalmente na língua inglesa, entre os anos de 2012 e novembro de 2017, tendo como referência as bases de dados MEDLINE (National Library of Medicine). Objetivando selecionar os estudos de maior evidência científica, contemplamos somente os ensaios clínicos controlados e randomizados (ECCR). A estratégia de busca utilizou as seguintes combinações de palavras-chave: umbilical catheter" AND ("Newborn Infant"[ti] OR "Newborn Infants" OR Newborns OR Newborn OR Neonate OR Neonates) AND infection. Para identificar os delineamentos dos estudos, foram empregados os seguintes termos: randomized controlled trial review free full text. Resultados: Fizeram parte do escopo desta revisão três ECCR, que preencheram os critérios de seleção. Os estudos analisados envolveram mais de 2087 pacientes neonatos que necessitaram do uso de cateteres umbilical. A maioria dos ECCR apresentou resultados favoráveis, mostrando as principais infecções que acometem estes pacientes que se utilizam de tal dispositivo. Conclusão: Esta revisão ratifica através dos estudos encontrados a prevalência de Staphylococcus Coagulase Negativa, Staphylococcus aureus e Candida albicans como principais patógenos associados às sepses em neonatos em uso de cateter além de outros como: P. aeruginosa, C. parapsilosi, E. coli, C. albicans, beta lactamase de espectro não estendido (ESBL), K. pneumoniae.


Palavras-chave: Infecções Relacionadas a Cateter; Sepse; Unidades de Terapia Intensiva Neonatal

Logo GN1