Artigos Relacionados

4 resultado(s) para: Sepse; Idoso; Epidemiologia; Mortalidade.

Perfil Epidemiológico de Óbitos por Sepse de Idosos em Minas Gerais Utilizando a Base de Dados Datasus

Epidemiological Profile of Sepsis Deaths of Elderly People in Minas Gerais Using the Datasus Database

Livia de Lima Paradelo; Patrícia Guedes Garcia

.2020;8(8):1-5 : Artigos Originais

Resumo PDF PORT PDF ENGLISH
INTRODUÇÃO: Sepse é uma síndrome clínica potencialmente fatal e é considerada uma causa importante de morbidade e mortalidade entre indivíduos hospitalizados.
OBJETIVOS: Analisar a prevalência de idosos que vieram a óbito por sepse em Minas Gerais de acordo com o sexo, comparar a taxa de mortalidade proporcional à população com os demais estados da região Sudeste, avaliar a média de permanência e valor médio das internações.
MÉTODOS: Os dados foram obtidos, por meio do banco de dados DATASUS, do estado de Minas Gerais e das demais unidades federativas da Região Sudeste no período de 2009-2018. Foram incluídos no estudo população com idade ≥ 60 anos de ambos os sexos que vieram a óbito por sepse.
RESULTADOS: Entre 2009 a 2018, foram totalizados 53.148 óbitos por sepse em Minas Gerais. Destes, 15.734 óbitos (21,43%) foram de indivíduos com idade inferior a 60 anos e 37.394 (46,95%) foram de indivíduos com mais de 60 anos. Dentre os casos notificados de óbitos por sepse em idosos, 18.391 (46,33%) foram do sexo masculino e 19.003 (47,58%) do sexo feminino. São Paulo apresentou maior taxa de mortalidade (56,82%) de acordo com o número total de óbitos notificados nos últimos dez anos na região Sudeste, já o estado do Rio de Janeiro apresentou maior taxa de mortalidade de indivíduos com ≥ 60 anos (72,81%), sendo que os maiores números de letalidade em ambos os casos foram no sexo feminino. A média total de permanência entre 2009 a 2018 variou de 11,7 a 13,8 dias, sendo que o Rio de Janeiro apresentou maior tempo de internação. Minas Gerais foi o estado que apresentou maior valor médio total gasto por internação no período analisado, apresentando cerca de 4.120 reais.
CONCLUSÃO: Minas Gerais teve um aumento significativo de óbitos de idosos por sepse, com predomínio do sexo feminino. As demais unidades federativas quando comparadas ao número total óbitos proporcional à população, apresentaram o mesmo perfil de Minas Gerais. A média total de permanência é um fator interligado ao aumento dos custos gerados com as internações por sepse. A região Sudeste apresentou valores semelhantes de gastos com estudos realizados em outras localidades.

Palavras-chave: Sepse; Idoso; Epidemiologia; Mortalidade.

Prevalência de Micro-Organismos Isolados em Amostras de Hemoculturas de Pacientes de Um Hospital Privado De Juiz de Fora - Mg

Prevalence of Microorganisms Isolated in Blood Cultures Samples from Patients from a Private Hospital in Juiz de Fora, Minas Gerais

Mayara Silveira Leal, Patrícia Ganimi Tavella, Patrícia Guedes Garcia

.2019;7(7):1-8 : Artigos Originais

Resumo PDF PORT PDF ENGLISH
OBJETIVOS: Avaliar a prevalência de micro-organismos isolados de amostras de hemoculturas provenientes das Unidades de Terapia Intensiva; Definir o perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos das cepas bacterianas isoladas.
MÉTODOS: Foram coletados dados de todas as hemoculturas positivas das UTI's Adulto, Neonatal e UC de um hospital privado, em Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil, de janeiro de 2017 a janeiro de 2019.
RESULTADOS: Foram encontradas 3536 amostras de hemoculturas onde 2464 (69,68%) foram negativas e 1072 (30,32%) positivas para algum micro-organismo. Dentre as amostras positivas, observou-se prevalência entre o sexo masculino (540/50,4%). Os microrganismos prevalentes foram: Staphylococus sp coagulase negativa (55,5%), Klebsiella pneumoniae (7,2%), Staphylococus aureus (5,4%), Serratia marcescens (4,7%), Escherichia coli (3,9%), Acinetobacter baumannii (3,6%), Pseudomonas aeruginosa (2,4%), Bastonetes Gram positivos (2,4%), Candida parapsilosis (2,2%), Enterobacter cloacae (2,0%), Enterococcus faecalis (1,4%) e Candida albicans (1,3%). Dentre as bactérias Gram positivas, a eritromicina, juntamente com a oxacilina, clindamicina e as quinolonas, foram os antimicrobianos que apresentaram maior grau de resistência. Já entre os Gram negativos, as cefalosporinas e quinolonas foram as drogas menos efetivas, apesar de os carbapenêmicos terem apresentado uma resistência importante.
CONCLUSÃO: o presente estudo alerta para o elevado grau de multirresistência aos antimicrobianos das cepas advindas das UTI's e UC, e ao crescente desenvolvimento de espécies coagulase negativas em hemoculturas, demonstrando um cenário atual preocupante e a necessidade de desenvolvimento de novas drogas e novas medidas de controle.

Palavras-chave: Sepse; Farmacorresistência Bacteriana; Testes de Sensibilidade a Antimicrobianos por Disco-Difusão.

Capacidade Funcional, Capacidade Cognitiva e Qualidade de Vida de Idosos Institucionalizados: Estudo Observacional

Functional Capacity, Cognitive Capacity and Quality of Life of Institutionalized Elderly: Observational Study

Nathalia de Souza Abreu Freire; Daiana Dias Braga; Keilyane Oliveira da Silva; Vinícius Villela Guimarães; Lucas Silva Franco de Oliveira; Maria Filomena Antunes Linhares Barão Lóia; Patrícia Cardoso Clemente

.2019;7(7):1-7 : Artigos Originais

Resumo PDF PORT PDF ENGLISH
OBJETIVOS: Avaliar a capacidade funcional, o estado cognitivo e a qualidade de vida de idosos institucionalizados.
MÉTODO: Estudo descritivo do tipo transversal. Participaram do estudo 19 idosos institucionalizados, residentes na cidade de Juiz de Fora (MG), e avaliados por meio dos instrumentos Mini Exame do Estado Mental (MEEM), Indice de Katz e Questionário Short Form 36 (SF-36). A distribuição das variáveis foi testada através do teste de Shapiro-Wilk. A correlação de Pearson foi utilizada para correlacionar as variáveis estudadas de acordo com a sua distribuição. Os dados coletados foram analisados e apresentados em frequência absoluta (n) e relativa (%). O valor de p considerado para todas as análises foi p≤ 0,05.
RESULTADO: 19 voluntários com idade variando entre 60 a 92 anos responderam aos questionários sem dificuldade visível, 16 dos quais eram do sexo feminino. Foi identificado que a maioria da amostra (48%) tem escolaridade de 4 a 8 anos e que o MEEM apontou que somente 22% da amostra teve pontuação acima do esperado pela escolaridade. Segundo o Indice de Katz, 47,4% dos participantes apresentaram dependência ligeira ou moderada. A qualidade de vida, analisada pelo Short-Form 36, mostrou que domínio "Vitalidade", 52,63% da amostra sente-se esgotada e cansada todo o tempo (63,42 ± 26,87), um contraponto ao domínio "Estado Geral de Saúde", no qual 68% dos voluntários registraram escore indicativo de excelente estado de saúde.
CONCLUSÃO: A amostra em estudo evidenciou relevante perda funcional e cognitiva e reduzida qualidade de vida; todavia, nao houve correlação significativa entre as variáveis analisadas.

Palavras-chave: Envelhecimento, Envelhecimento da PopulaçãoDescritor não consta no DECS, Qualidade de Vida, CogniçãoDescritor não consta no DECS, Idoso, Saúde do Idoso Institucionalizado.

Correlação entre os Qualificadores da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) com a Avaliação do Equilíbrio Estático e Dinâmico em Idosos

Correlation Between Qualifiers of International Functionality, Disability and Health Classification (ICF) With the Evaluation of Static and Dynamic Balance in Elderly

Paloma Carvalho Guimarães; Gabriela Oliveira da Rocha Badaró; Raquel Lopes; Thiago Casali Rocha; Zaqueline Fernandes Guerra

.2020;8(8):1-6 : Artigos Originais

Resumo PDF PORT PDF ENGLISH
INTRODUÇÃO: Com equilíbrio deficiente, os idosos diminuem as suas atividades de vida diária devido ao medo de quedas, levando-os ao comprometimento de independência funcional. A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) é utilizada na prática clínica pelos profissionais de fisioterapia, voltada a funcionalidade relacionada ao movimento humano.
OBJETIVOS: correlacionar os resultados obtidos na Escala de equilíbrio de Berg e a estabilometria com a CIF.
MÉTODOS: trata-se de um estudo de natureza descritiva do tipo transversal. A amostra do tipo nao probabilística por conveniência foi constituída por 28 indivíduos idosos avaliados através da estabilometria e Escala de equilíbrio de Berg, classificados pela CIF.
RESULTADOS: é observada a distribuição da frequência da amostra para as variáveis velocidade média com o Berg (r= 0,1279), comprimento com Berg (r=0,1672), área com Berg (r=0,3619), constatamos a inexistência de uma correlação entre estas variáveis e a atividade "permanecer de pé". O mesmo achado se repete quando avaliamos o Score Total de BERG e a variável estabilometrica de comprimento, demonstrando que os mesmos idosos apresentam classificaçoes distintas quando se utiliza instrumentos distintos de avaliação de equilíbrio pela CIF.
CONCLUSÃO: Concluímos que nao existiu na amostra de idosos avaliados neste estudo correlação entre os qualificadores da categoria permanecer de pé com as medidas obtidas na estabilometria e escore da escala de Borg.

Palavras-chave: Classificação Internacional de Funcionalidade; Incapacidade e Saúde; Equilíbrio Postural; Idoso; Fisioterapia.

Logo GN1